Construção
5 minutes min

QUAIS AS FERRAMENTAS NECESSÁRIAS PARA TRABALHAR COM DRYWALL?

os_trabalhadores_estao_usando_parafusos_e_uma_chave_de_fenda_para_fixar_placa_de_gesso_no_teto

 

Para garantir que o máximo de benefícios sejam colhidos com a construção a seco, é importante utilizar os materiais e ferramentas para drywall corretas.

O drywall é uma solução prática que oferece um dos melhores custo-benefício no setor de construção civil. Com uma série de vantagens, esse sistema de construção a seco vem ganhando cada vez mais espaço na construção civil no Brasil.

Entretanto, para que o máximo de benefícios sejam colhidos, é necessário garantir a instalação correta de todo o sistema. E para isso é imprescindível o uso de materiais e ferramentas apropriados para o serviço.

Afinal, a instalação incorreta do sistema pode gerar prejuízos e colocar a vida dos seus usuários em risco. Por isso, reunimos os principais materiais e ferramentas para drywall para auxiliar nesse processo. Confira!

Quais são os materiais e ferramentas para drywall necessários para fazer uma obra correta e segura?

O drywall é um sistema de construção a seco composto por perfis de aço galvanizado, tratamento acústico e placas de gesso pré-fabricadas, encapadas com papelão ou fibra de vidro.

Esse sistema modular de construção trouxe mais praticidade para as obras e garantiu mais eficiência no canteiro de obras. De acordo com a Associação Brasileira do Drywall, em um dia de trabalho, dois profissionais conseguem montar cerca de 30 m² de parede com o drywall. Além disso, em apenas duas horas a parede está pronta para receber o acabamento.

Entretanto, para garantir a instalação segura de todo o sistema de construção a seco, é necessário contar com as ferramentas e os materiais corretos

Principais ferramentas para drywall

Vamos começar olhando para as principais ferramentas para drywall, que ajudarão na instalação do sistema de construção a seco. A primeira delas são os essenciais EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), como luvas, óculos, botas e máscaras. Com eles, a obra ganha mais segurança e pode seguir com mais tranquilidade.

Outros materiais que já são conhecidos em muitos canteiros de obra são os níveis e a trena. Com o nível a laser, é possível medir superfícies e inclinações horizontais e verticais. Já a trena, que também recomendamos uma opção a laser, tornarão as marcações e medições mais simples e precisas.

Para o corte dos perfis de aço galvanizado, a tesoura de corte reto é uma ótima opção inicial. Além disso, uma furadeira com broca de encaixe é recomendado para furar os perfis, assim como as chapas.

E para quem busca ferramentas para drywall que ajudam a reduzir ainda mais o tempo de uma obra, duas sugestões ótimas são o alicate puncionador e a parafusadeira.

O alicate puncionador é uma ferramenta utilizada para prender a estrutura metálica das paredes de drywall, unindo os montantes aos perfis, reduzindo o número de parafusos utilizados na instalação.

E a parafusadeira oferece mais praticidade para fixar, apertar ou desenroscar parafusos e rebites. Hoje é possível encontrar no mercado modelos especiais para drywall, que possuem limitadores que evitam o parafuso de ultrapassar a chapa de drywall.

Então, vamos recapitular:

  1. EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), como luvas, óculos, botas e máscaras;
  2. Nível;
  3. Trena;
  4. Tesoura de corte reto;
  5. Furadeira;
  6. Alicate puncionador;
  7. Parafusadeira.

Drywall também pede por materiais específicos

Como você pôde notar, as construções de drywall pedem por uma série de ferramentas para aperfeiçoar sua aplicação e levar mais praticidade para o canteiro de obras.

Mas essas ferramentas não são as únicas necessidades durante o processo de construção a seco. Também existem materiais adequados para a montagem correta e segura de paredes e forros. Vamos conhecê-los?

  • Banda acústica: utilizada nas guias e montantes que têm seus lados em contato com a estrutura da edificação, auxilia o desempenho acústico impedindo a passagem do som pelas frestas entre os perfis e os elementos estruturais;
  • Componentes metálicos como perfis, guias e montantes, que criam a estrutura em que as placas serão instaladas;
  • Fitas: necessárias na etapa de tratamento de juntas, são essenciais para assegurar e resistência mecânica entre as placas;
  • Forros acústicos: essa combinação perfeita entre estética e acústica oferece excelente desempenho termoacústico e design diferenciado;
  • Lã de vidro: indicada para paredes, revestimentos e forros, ela é utilizada no isolamento de ruídos entre ambientes internos;
  • Massas: fazem parte da etapa de tratamento de juntas e também são utilizadas para preenchimento de orifícios e arremates de parafusos;
  • Parafusos: utilizados para fixação de placas na estrutura metálica;
  • Placas de gesso para drywall: sistema de fechamento da parede em drywall.

E na hora de calcular a quantidade de produtos necessários para a obra, conte com a Calculadora Placo, um aplicativo disponível para iOS e Android.

Não se esqueça também que utilizar materiais não normatizados pode trazer sérios problemas para a obra, além de arriscar a segurança das pessoas nos ambientes que utilizam o sistema drywall. 

Se você quer entender mais sobre a importância da normatização dos materiais, o nosso post "O que dizem as normas técnicas para drywall" pode lhe ajudar.

Vá além das ferramentas para drywall

Agora que você já tem todos os materiais e ferramentas para drywall, você está pronto para desfrutar dos benefícios do sistema de construção a seco. E se você quer aprender mais sobre ele, o Parceiro da Construção pode te ajudar.

Além de cursos online totalmente gratuitos, a plataforma disponibiliza webinars, palestras e trilhas de conhecimento para capacitação do profissional. Não deixe de se cadastrar e se tornar um profissional preparado para atender uma demanda que cresce cada vez mais no mercado!