Vantagens do Drywall
4 minutes min

QUAL É A DIFERENÇA QUE EXISTE ENTRE OS PERFIS DE DRYWALL PARA TETO E PAREDE?

TETO E PAREDE

Para construir paredes ou forros em gesso acartonado, além das placas também são necessários os perfis de drywall. Qual é a diferença entre eles?

Os perfis de drywall são componentes chaves em todo sistema de construção que utiliza as placas em gesso acartonado e saber quando utilizar cada um deles é essencial para a qualidade e segurança do serviço.

Construir paredes e teto utilizando a técnica do sistema drywall torna todo o processo da reforma ou obra muito mais simples e rápida.

No entanto, para garantir que a estrutura fique de pé, com total segurança, o instalador precisa reconhecer as diferenças e as características de cada um dos perfis que fazem parte de todo o sistema de construção da conhecida parede seca ou do teto.

Quer conhecer mais de perto cada um dos elementos que compõem esses perfis? Continue a leitura.

Quais são os perfis de drywall?

Quando falamos de perfis de drywall, estamos nos referindo às estruturas metálicas e galvanizadas que servirão de base para que as placas sejam fixadas com seus respectivos parafusos na hora de levantar paredes em gesso acartonado ou construir o teto. Ou seja, essas peças têm a função de:

  • manter a estrutura firme;
  • dar reforço para a estrutura na parte que receberá mais peso;
  • garantir sustentação para manter a parede em pé ou o teto fixo;
  • garantir um bom acabamento.

Como já dissemos, os perfis de drywall são formados de elementos diferentes e apesar de receberem nomes específicos, cada um deles também é chamado de perfil.

Conheça então, as diferenças entre eles:

Perfil F530

No sistema existem peças que se chamam simplesmente perfil e o uso delas é indicado para o apoio de tetos. O perfil F530, de aço, também no formato C, é usado em tetos de sistemas construtivos em drywall;

Guias

As guias também são elementos que compõem o conjunto de perfis de drywall. É um perfil metálico, no formato U, seu uso é recomendado tanto em parede de drywall e revestimento estruturado quanto em forros, em estruturas verticais e em horizontais.

São as guias, que fixadas nas bases superior e inferior, ou seja, no teto e no chão, sustentarão os montantes verticais.

Neste vídeo, você tem dicas super úteis para fazer a virada da guia. Assista e torne o seu trabalho ainda mais fácil e rápido:

Montantes

São perfis metálicos em formato C, que devem ser encaixados e ligados às guias com o uso de parafusos adequados e podem ser aplicados em:

  •  paredes de revestimento estruturado vertical;
  • em forros na horizontal e vertical.

Para lembrar, as placas de drywall são fixadas às abas dos montantes também com a ajuda de parafusos próprios para esse fim

Tabica

A tábica é outro elemento que compõe os perfis de drywall. Fabricado em metal galvanizado, esse componente foi desenvolvido para ser usado em forros com formato em degraus e tem função preventiva e estética.

Ela previne rachaduras nas estruturas e dá a sensação de que o teto parece flutuar, garantindo um visual super moderno.

Cantoneira

A cantoneira apresenta abas desiguais, geralmente em formato L, indicada para forros e extremidades. O perfil tem a função de proteger o topo e bordas das placas de drywall. 

Conhecendo os diferentes tipos de perfis de drywall, podemos concluir que conhecer a função de cada um deles ajudará o montador a criar uma espécie de esqueleto estrutural que será de grande auxílio na hora de levantar a parede ou construir o teto.

Agora que você conhece as diferenças entre os perfis de drywall, que tal acessar o nosso site e conferir de perto cada um desses elementos e outros que podem ajudar você a executar o serviço com mais segurança e muita qualidade?