Endereço

Placo do Brasil
Av. Valentina Mello Freire Borenstein,
333 - Vila Sao Francisco,
Mogi das Cruzes - SP, Brasil

Instalação elétrica e hidráulica em drywall: aprenda como fazer

By • Construção

nov
13
Instalação elétrica e hidráulica em drywall

Veja os passos para realizar uma instalação elétrica e hidráulica em sistemas de drywall de forma eficiente e segura. Confira!

O sistema de drywall além de prático, por ser um método construtivo mais limpo e rápido, também tem suas vantagens na hora de fazer a instalação elétrica e hidráulica por dentro das paredes. 

Apesar dessas instalações serem facilitadas no sistema de drywall, é preciso tomar alguns cuidados para que o processo seja feito da forma correta, trazendo segurança e evitando problemas posteriores gerando retrabalhos. 

Os materiais para instalação de sistema elétrico e/ou hidráulico em paredes de drywall podem diferir das que geralmente são utilizadas em paredes de alvenaria. Por isso, no post de hoje, vamos te ensinar dicas de como garantir uma instalação eficiente que proporcione os melhores resultados em projetos com sistema de drywall. Confira!

Instalação elétrica no drywall

Para começar, você precisa saber que as caixas elétricas para drywall são diferentes das que são utilizadas em paredes de alvenaria, por isso, certifique-se de comprar as corretas.

Guias de apoio

Na instalação do sistema elétrico em paredes de drywall, é importante que você decida onde ficará o quadro de luz, pois será dele que toda fiação partirá para a alimentar tomadas e interruptores de iluminação. Depois de definir o posicionamento do quadro de luz, você deve utilizar as guias de apoio que farão parte da estrutura do quadro.

Corte as guias no tamanho que será o quadro na parede e dobre a ponta em 90º graus para quando você for encaixar o drywall. Esse processo deve ser feito com o auxílio de alicate para ajustar os perfis e lembre-se de usar os parafusos para fixação. Após isso, é só instalar o quadro de luz entre as guias já parafusadas.

Conduítes

Para proteger a fiação elétrica, você precisa utilizar conduítes que ficarão posicionados no interior das paredes de drywall. Eles precisam ficar posicionados entre os perfis, sem passarem por furos, pois o aço galvanizado pode cortar os conduítes e gerar um curto. Se preferir, em vez dos conduítes, você pode utilizar tubos rígidos de PVC e realizar os furos nos perfis de aço galvanizado de forma alinhada.

Depois que você colocar os conduítes, é hora de realizar um corte da placa de drywall do tamanho do quadro de luz e fazer a fixação da placa normalmente. Para finalizar, é só fazer o acabamento do quadro. 

Caixas de luz

Nessa etapa, você vai precisar de uma serra-copo. Use-a para fazer os furos das caixas elétricas nos pontos determinados no projeto. Para a marcação na parede de onde as caixas ficarão posicionadas e servir de guia na hora de furar, você pode usar um lápis ou a própria caixa de luz, fazendo pequenas marcas com ela na parede e, então, você terá um guia para posicionar o centro da serra-copo. Depois, basta fazer os furos e encaixar as caixas elétricas na parede. 

Instalação hidráulica no drywall

Da mesma forma que na instalação elétrica, a hidráulica também requer alguns cuidados. Para instalação de tubulações de água fria ou quente em paredes de drywall geralmente são utilizados tubos rígidos de PVC, cobre ou aço por terem maior resistência e segurança, mas também é possível utilizar tubos flexíveis do tipo PEX. No que se refere às instalações sanitárias, é importante o uso da tubulação rígida de PVC.

Antes de iniciar as instalações de canos, registros e toda a parte hidráulica consulte o projeto arquitetônico da construção e considere qual será o consumo médio do imóvel, as cargas de cada ponto, os pontos de perda de pressão devido ao percurso e as conexões necessárias. Além disso, a espessura das tubulações deve ser considerada de acordo com a vazão requerida. 

Posicionando a tubulação

Na hora de posicionar os tubos, os perfis de aço galvanizado devem ter os furos adequados para a passagem da tubulação com até 1,5 de diâmetro. Para saídas de esgoto, os tubos geralmente tem diâmetro maior, então a recomendação é que você use uma estrutura dupla e passe o tubo entre montantes verticais. 

Escolha o tipo drywall adequado

No caso da instalação em áreas molhadas, como banheiros, lavanderias e cozinhas, é importante utilizar as placas RU ou Habito RU, que possuem resistência à umidade e são impermeabilizadas. Isso garantirá que problemas relacionados à umidade como mofo e infiltrações sejam evitados e evite que os tubos enferrujem por conta do excesso de umidade. 

Proteja as tubulações

Uma coisa que você não pode esquecer na hora da instalação é de proteger os furos nos perfis de aço galvanizado e fazer isolamento de tubulações de cobre e bronze nos pontos de contato com a estrutura, pois o contato direto com o aço galvanizado pode gerar reações galvânicas e corrosão dos tubos.

Lembre-se também de vedar frestas entre os pontos de saída das instalações e a placa de drywall com selante. 

Faça o teste de estanqueidade

Antes de dar a instalação por concluída e fechar as paredes de drywall, faça um teste para verificar se existem vazamentos e/ou outros problemas. Isso garantirá que todo o sistema funcionará perfeitamente antes mesmo de fechar as paredes e dessa forma não será necessário furá-las para fazer reparos depois. 

 

O sistema de drywall facilita muito não só a construção de várias edificações mas também a instalação de todo o sistema elétrico e hidráulico, mas é preciso tomar alguns cuidados durante a escolha de materiais, definição de posicionamento e formas de instalar cada tipo de fiação e tubulação. Com esses cuidados e sempre mantendo o projeto arquitetônico como guia, com certeza você terá um trabalho eficiente e seguro, proporcionando excelente desempenho para seu cliente. 

Caso tenha alguma dúvida sobre quais sistemas de drywall e acessórios usar para determinadas instalações elétricas ou hidráulicas, nós temos uma equipe técnica disponível para te ajudar. É só falar conosco aqui!

ATENDIMENTO AO CLIENTE 0800 019 25 40